Definição

Eclampsia

É uma doença hipertensiva da gravidez. Podemos distinguir três fazes da eclampsia: pré eclampsia leve, pré eclampsia grave e eclampsia propriamente dita.

Causa

Pressão arterial alta           images

Prevenção

Exames periódicos: Estímulo acústico, cardiotocografia, perfil biofísico fetal. Fazer o rastreio do crescimento intrauterino retardado a cada 3 semanas, medir a altura uterina e fazer ecógrafia obstétrica

 Diagnóstico

Pré eclampsia leve

*Aumento da pressão arterial sistólica de 15 mm de Hg

*A tensão pressão média abaixo de 106 mm Hg Pressão arterial acima de 140 e menos 160 mm Hg

*Pressão arterial diastólica superior a 90 e menos 110 mm Hg

*Edema e aumento de peso mais de 500 gr / semana

*Proteinúria (albuminúria) pode atingir 2gr/ 24 h

 

Tratamento

*Normossódica pouco sal e hiperproteica diminuir o consumo de proteínas 

*Repouso em decúbito lateral no mínimo 2 horas

*Consultas médicas semanais

*Sedação com levopromazina 3mg comp. e via oral 3xdia 3gotas

*Pressão arterial diária com a pressão diastólica superior a 100 mm de Hg medicar com Metildopa 0.5 a 2g por dia

*Fazer avaliação da idade fetal

*Tratamento hospitalar: observação clínica diurese e testes de laboratório.

Pré eclampsia grave

Sintomas (eclampsia eminente)

 Dor de cabeça, agitação psicomotora, distúrbios visuais e epigastralgia (dores na região epigástrica)

Hellp Síndrome: anemia hemolítica microangiopática, bilirrubinas altas e ictericia e hemolise. Transaminases elevadas:

TGO  e TGP 

Trombocitopenia plaqueta inferiores a 100000/mm cúbico

Diagnóstico

*Pressão arterial sistólica superior a 160 mm e diastólica superior a 110mm

*Proteinúria superior 2 g nas 24 horas

* Diurese das 24 horas menos de 500ml Oligúria

*Hemoconcentração (hematócrito elevado). Edema pulmonar ou cianose

 Tratamento

*Dieta normosódica hipoproteica: diminuir o sal, as proteínas de origem animal, conumir frutas, não consumir conservas e aditivos como o glutamato, não consumir refrigerantes, beber água e repouso no leito em decúbito lateral esquerdo

*Sedação com levopromazina 3 mg e via oral 3 vezes ao dia 3 gotas

*Para controlar a pressão Hidralazina 5 mg endovenoso via endovenosa e repetir a cada 20 m ou medicar com nifedipina *diluir uma cápsula em 10ml de água e dar 5 gotas sub-lingual a cada 5 m

 Eclampsia eminente

 *Sulfato de magnésio. Dose inicial 4g endovenoso lento (10minutos)

*Dose de manutenção infusão continua de 1 a 3 g /hora em soro glicosado

Tome nota

Controlar a frequência respiratória, se for menos de 16 movimentos /minuto ou o reflexo patelar (relativo à rotula) estiver ausente ou a ainda a diurese for inferior a 25 ml /hora, suspender a medicação com o magnésio e administrar gluconato de cálcio 10 ml a 10% endovenoso lento.

Convulsão ou coma

Devem-se tomar todas as medidas anteriores, e a doente deve ser tratada nos cuidados intensivos com vigilância constante: Fazer a aspiração orotraqueal, usar a cânula de Guedel.

Fonte: Dr.Sergio P. Ramos com apoio da UNICEF www: gineco. com.br

 

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Projecto Omega © 2018