Quisto hidático

Junho 3, 2015

 racas-caes

O cão é um transmissor

  • o equinococcus granulosos  é uma ténia que vive no intestino do cão .
  • formam-se  cistos  na carne de porcos e carneiros quando ingerem os ovos eliminados pelos cães  contaminados .
  • o cão quando come carne contaminada desses animais pode adquirir o verme  e contaminar o homem .

Quisto hidático

 

 

O quisto hidático é o resultado de uma infecção pela a ténia no estado intermediário ou larvar da espécie   Equinococus . A ténia encontra-se no intestino delgado do cão e do lobo, raposa e outros mamíferos

 

Ciclo evolutivo  egranulosus_ciclo-b

 

Os ovos são ingeridos pelo homem ou outro hospedeiro intermediário, são digeridos parcialmente pelo suco gástrico ficando em liberdade os embriões com seis ganchos, estes embriões atravessam a parede dos intestinos e depois pela veia porta chegam ao fígado, ou penetram nos linfáticos e lançam-se na corrente circulatória e fixam-se no coração, pulmão, etc.

Quando os embriões se localizam, perdem os ganchos e transformam-se num quisto que cresce, podendo atingir o tamanho de uma cabeça de adulto ou bola de futebol, contém no interior um liquido geralmente límpido com escólex

O verme adulto não excede 1cm de comprimento. Quase todos os mamíferos que deglutam os ovos de Echinocococus se tornam hospedeiros intermediários favoráveis à fase de hidátide ( fase larvar)

 

Existem hidátides de duas espécies: do Echinococus granulosus e do E. Multilocularis que podem desenvolver-se no

hospedeiro humano.

Quistos do E. granulosos

  • Existem duas espécies: o unilocular e o ósseo
  • A maioria são do tipo unilocular que têm uma cavidade central cheia de liquido e membranas limitantes com liquido límpido e estéril com numerosos escólex e hidátides filhas
  • Quando o embrião atravessa os ossos não se formam membranas e prossegue o ciclo que ataca os ossos formando quisto ósseo.

 

Acção patogénica

  • Verifica-se nos pulmões, fígado, nos ossos e cérebro. A infecção é invariavelmente fatal e nas ultimas fase da doença, surge ascite e icterícia.

    

Tratamento

 

Não há tratamento especifico. Só a remoção cirúrgica dos quistos e a profilaxia é o mais recomendável:

  • Desparasitar os cães, não deixar as crianças chuparem os dedos e ingerir produtos contaminados. Lavar bem todos os alimentos que se possam contaminar com fezes de animais

Profilaxia

  1. lavar bem as saladas  e frutas antes das ingerir
  2. desparasitar os animas de estimação como os cães
  3. ter cuidados especiais com as fezes  de varios animais
  4. Manter as mãos bem lavadas com um gel

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Projecto Omega © 2016