Sarampo

Abril 20, 2017

Sarampo

 Doença infecciosa causada por um vírus, (Morbillivirus)  é uma enfermidade aguda e muito contagiosa acompanhada de secreção dos olhos, nariz e brônquios.

O contágio é feito pelas secreções das vias respiratórias  de portadores do vírus como espirros.

A  incubação é de 10 a 14 dias   e o exantema pode manifestar-se 14 dias depois do contágio.   A maior incidência de sarampo  corresponde  a idade de 1 a 5 anos, geralmente ao atingirem  os vinte anos, muitas pessoas já sofreram  de um ataque de sarampo  e após ao sexto mês de vida desaparece a imunidade passiva adquirida por via maternal. Embora a enfermidade seja benigna nas crianças, pode assumir  caracter grave e mesmo fatal nos bébés  ou pessoas idosas. A invasão secundárias de bactérias patogénicas  como o estreptococo hemolítico  o estafilococo e  o H. influenzae podem causar  broncopneumonias fatais e otite média.  Outra complicação muito grave  é a encefalomielite  que sobrevem  2 a 6 dias depois do exantema.

EPIDIOMELOGIA

O Sarampo é endémico em muitos países do mundo e pode desencadear surtos epidémicos de dois em dois anos.

Untitled Sintomas

Depois de 12 dias de incubação começam os sintomas:

  • Febre demorada que antes da erupção pode chegar aos 40ªc. A erupção aparece 2 a 4 dias de iniciada a doença. Começa atrás das orelhas e estende-se às frontes, testa face peito, costas e por fim aos membros.
  1. Olhos ficam vermelhos, secreção nasal é clara com espirros, dor de cabeça e falta de apetite.
  2. A erupção do sarampo, apresenta-se por manchas avermelhadas, circulares e irregulares de 3a 6 mm de diâmetro. Aparecem espaços de pele sadia.
  3. São ligeiramente salientes e suaves ao tacto e desaparecem em 2 ou 3 dias.
  4. No 5º ou 7º dias aparece uma leve descamação e a criança melhora no 8º ao 9º dia.

Complicações

  • Otite média, às vezes com dor supuração e febre. (Veja Otite)
  • Broncopneumonia que aparece quase sempre oito dias depois de terminar a erupção, (manifesta-se por aceleração da respiração, febre elevada e outros sintomas veja pneumonias).
  • Uma prática de profilática é a de isolar o doente com broncopneumonia de outros doentes com sarampo , para evitar o contágio da bactéria e se há mais de um doente mante-los em quartos separados.
  • Encefalomielite

Profilaxia

  •    Aplicação de gamaglobulina e desinfecção do local em que o doente com  sarampo foi tratado.
  •    Aplicação da vacina contra o sarampo (aplica-se ao oitavo mês)

Tratamento sintomático

  • Enfermo deve ficar de cama num quarto com uma temperatura amena e boa ventilação sem correntes de ar.
  • Ferver folhas de eucalipto ou eucaliptol e deixar os vapores espalharem-se pelo quarto.
  • Desinfectar os olhos com um colírio e o nariz com gotas nasais desinfectantes três vezes por dia á base de antibiótico.
  • Para evitar a inflamação da vulva, fazer a desinfecção com solução de ácido bórico a 4%
  • Fazer bochechos com água oxigenada diluída a um 1/5 (50ml para um copo de água mais uma colher de chá de bicarbonato de sódio).
  • Antipirético para a febre muito alta e o doente deve permanecer de cama até passar três dias sem febre.
  • A dieta consistirá de leite sopas ralas, e sumos de fruta, enquanto houver febre.
  • aconselha-se a vacina triplice viral  com receita médica  e aconselhamento médico para casos específicos como idosos.

Obs: a vacinação é uma conquista da ciência  para erradicar a enfermidade e evitar o contagio.

O esquema vacinal recomendado no Programa Nacional de Vacinação é:

  • 12 meses de idade – 1ª dose de vacina VASPR (sarampo, papeira e rubéola);
  • 5 anos de idade – 2ª dose de vacina VASPR;
  • Adultos nascidos em 1970 ou depois, que nunca tiveram a doença nem foram vacinados contra o sarampo – 1 dose de vacina VASPR.

Nota: a encefalomielite disseminada aguda (EMDA) consiste em uma rara situação clinica, que afeta a mielina do sistema nervoso central, manifesta-se principalmente nas crianças na pré-puberdade. Esta doença surge após uma infecção viral, mas pode aparecer também após uma vacinação, infecção bacteriana ou parasitária, ou pode até mesmo surgir sem causa aparente.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Projecto Omega © 2018