Tendinite

Definição

A tendinite é uma inflamação do tendão e da sua bainha.

Sintomas

Os sintomas são os mesmos dos processos inflamatórios como:

a)      dor (sensação de peso no membro afectado e dor intensa com os movimentos) e  pode apresentar rigidez muscular;

b)      o calor pode ser interno e não ser visível à apalpação;

c)       a vermelhidão, o rubor pode não aparecer no início;

d)       o inchaço pode aparecer numa fase mais avançada;

e)      o processo pode evoluir para micro lesões, macro lesões e ruptura completa do tendão; Nota: pode fazer-se acompanhar de distensão muscular.

O que é o tendão?

O tendão é uma estrutura branca, brilhante, de grande resistência à carga e que liga o músculo ao osso. Ele transmite a energia e força gerada no músculo até ao osso. O conjunto músculo + tendão + osso, mais a energia gerada no músculo, é que nos permite os movimentos das articulações e dá a possibilidade da locomoção.

Causas

A inflamação pode ocorrer:

1.      por excesso de força;

2.      por movimentos repetitivos;

3.      por posições viciosas ou por variações anatómicas do tendão;

4.      quando geramos energia, libertamos calor. Nos exercícios, contraímos e alongamos os músculos, gerando energia. Quando nos excedemos nos exercícios, a libertação de calor pode atingir temperaturas que se podem aproximar dos 45 graus dentro do tendão, causando a morte e degeneração das células, dando origem ao processo inflamatório e, consequentemente, uma tendinite, que pode levar a um enfraquecimento gradativo no interior do tendão, culminando com sua ruptura completa;

5.      nos estágios iniciais apresenta os sintomas do processo Inflamatório, que obriga a interromper as actividades físicas.

Tendinites Comuns

As tendinites mais comuns no nosso meio são a do:

a)      manguito rotador (ombro);

b)      epicondilite (cotovelo), a tendinite dos extensores do punho, a tendinite patelar (joelho) e a tendinite do Aquiles (tornozelo).

Tratamento

  1. O tratamento geralmente consiste na diminuição da actividade física do local afectado ou mesmo imobilização. Deverá haver a aplicação indirecta de frio no local durante 30 minutos (bolsa de gelo ou toalhas frias).
  2.  Uso de anti-inflamatórios (conforme indicação médica.)
  3.  Em alguns casos, recorrer-se-á à intervenção cirúrgica.

No geral, os tendões sadios rompem na  extremidade presa ao osso. Isso ocorre devido à carga maior do que o conjunto tendão-osso pode suportar. Já o tendão com processo inflamatório, na maioria das vezes crónico, rompe-se no meio e não são necessários grandes esforços para isso ocorrer, bastando a subida um pouco mais íngreme de uma ladeira ou um arranque numa corrida.

Um Alerta

Uma tendinite com mais de 30 dias deverá ser investigada com mais rigor, pois o tendão poderá já estar com ruptura das fibras e necessitará de um tratamento diferente e especializado.

Nota: uma Terapêutica usual sobre vigilância médica é a seguinte:

1.   Rantudil retard cápsulas 60mg (Acemetacina) de 8 em 8 h;

2.      Relmus cápsulas 4mg (Tiocolquicosido) de 12 em 12 h;

3.      Voltaren Emulgel (diclofenoc dietalamónio 11,6 mg/g) de aplicação tópica 3 vezes ao dia.

Obs: no local da dor fazer acupunctura digital com movimentos de dispersão do ponto ( no sentido contrário aos ponteiros do relógio) três vezes por dia, com duração de 10 a 15 minutos. A magnetoterapia é uma boa opção para apressar a cura.

Procurar ajuda de um fisioterapeuta, na impossibilidade de ter ajuda especializada. Pegar no membro com as duas mãos e muito ligeiramente fazer movimentos de rotação, alternando o sentido e tendo o cuidado de não aplicar movimentos bruscos. este tratamento deve ser acompanhado pelo médico.

 

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Projecto Omega © 2018